Laboratório Estratégico para o Turismo dos Açores

No passado dia 4 de janeiro de 2017 realizou-se nos Açores, no Auditório da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, o décimo Laboratório Estratégico de Turismo, que contou com a participação de vários atores da região, nomeadamente, a Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, empresários de vários sectores de atividade (hotelaria, animação, entre outros), associações empresariais (designadamente, ATA, Casas Açorianas), Universidade dos Açores, Observatório do Turismo dos Açores, entre outros.

Os LET são espaços de discussão que promovem a partilha de conhecimento, a identificação de áreas críticas e o desenho de soluções, bem como a delimitação de prioridades estratégicas, visando a obtenção de contributos para a Estratégia para o Turismo 2027.

 

CONSULTE AQUI, o documento da apresentação do Laboratório Estratégico para o Turismo da R.A. dos Açores.

 

Excertos de algumas intervenções no LET da Região Autónoma dos Açores (RAA):

 

 

 “O arquipélago dos Açores é um destino europeu de referência”.

“4 eixos prioritários para o turismo dos Açores:

- Qualificação do destino (promoção, serviços, infra-estruturas, RH) – oferta diferenciada e exclusiva, oferta coerente com os nossos recursos, diminuir a pegada ecológica e a sazonalidade.

- Sustentabilidade – desenvolvimento sim, mas tendo presente a salvaguarda da sustentabilidade.

- Eficácia da promoção – direcionar a promoção para segmentos específicos que procuram segurança e misticidade e não «turismo de massas».

- Eficácia nas acessibilidades. Desenvolver sim, mas tendo em conta a salvaguarda da sustentabilidade. Explorar as diferenças entre ilhas.”

Marta Guerreiro, Secretária Regional da R.A. dos Açores

 

“É fundamental a integração dos Açores na promoção nacional.”

“É importante integrar as pessoas no fenómeno turístico, integrando as pessoas no processo de desenvolvimento turístico. Turismo tem a ver com a envolvência das pessoas. Alojamento local ajuda a promover na envolvência das comunidades locais – é uma forma de suprir as dificuldades no alojamento e de humanizar o turismo.”

Fernando Raia, Editora de Divulgação Turístico-Cultural

 

“Há um nicho de estadias de longa duração no inverno que tem vindo a crescer nos Açores. Artistas, escritores que fazem retiro para produção criativa. Há aqui uma necessidade de alavancagem deste nicho de mercado.”

“Há comunidades de alemães a comprar segunda habitação. É algo que começa a surgir nos Açores, motivados pelo destino genuíno que é os Açores.”

“Os visitantes adoram as pessoas.”

Pilar Melo Antunes, Azores Golf Islands

 

“Espero que não se descaracterize a paisagem, que não se perca a autenticidade. Que o turismo não descaracterize os Açores e que tragam mais-valias para todos e melhore a qualidade de vida dos açoreanos.”

“Os Açores proporcionam qualidade de vida, boa alimentação.”

Gilberto Manuel Ramos Vieira, Casas Açorianas - Associação de Turismo em Espaço Rural

 

“Os Açores têm uma localização geoestratégica privilegiada enquanto hub de ligação de continentes, entre os EUA e a Europa.”

 “Os Açorianos são extremamente hospitaleiros – souberam transformar as contrariedades da natureza em receber bem os turistas.”

“Devemos desenvolver o turismo em todas as ilhas.”

“Turismo Natureza é o produto âncora dos Açores.”

“A realização de eventos âncora e são importantes, nomeadamente para a sazonalidade.”

“Importa requerer a requalificação hoteleira nos Açores. As empresas estão descapitalizadas devido à estratégia de redução de preço. É importante, por isso, importante requalificar e diferenciar a oferta hoteleira.”

“A qualificação dos recursos humanos é fundamental. Requalificar os ativos e ao mesmo tempo chamar os jovens para o turismo e, para isso, há que criar condições para que eles venham trabalhar em turismo.”

Fernando Neves, Empreendimentos Turisticos do Colégio, Lda - Hotel do Colégio e representante da AHP nos Açores

 

“Como integrar o turismo na economia dos Açores? Quais os produtos a estruturar à volta do tema? As atividades económicas como a pesca e a agricultura devem ter um papel mais ativo no turismo, incluindo, proporcionar atividades em que os turistas possam participar.”

José António Tavares Rezendes, ASTA ATLANTIDA, SA

 

“A Madeira é a pérola do Atlântico. Os Açores podem ser o diamante do Atlântico.”

“Não sabem o que têm nas mãos! O RevPar poderia ser significativamente mais elevado. Queremos um turismo de qualidade e não de massas.”

Pedro Alvéolos, Hotel Azor

 

“Os Açores são pouco conhecidos.”

“Queremos um turismo sustentável.”

“A cultura falha ainda nos Açores.”

Maria Luísa Carvalho Valério, Quinta da Mó - Casas Açorianas

 

“A formação é fundamental.”

“Temos que sensibilizar nas escolas a dignidade das profissões do turismo.”

Importa motivar as pessoas e prestigiar as profissões do turismo, trabalho esse que começa na escola e trabalhar o binómio sustentabilidade/formação.

“Promover Açores com cada ilha.”

“Não queremos muita gente, queremos boa gente.”

Luís Duarte, Representante da AHRESP Açores

 

 

“As empresas estão descapitalizadas.”

“Sinto falta da forma de discussão. Anualmente ou 2 em 2 anos devíamos discutir o turismo. Ex. Bienal da ilha de São Jorge.”

“Centros interpretativos em São Miguel/Ponta delgada têm alta qualidade. Seria importante dispormos de um museu de excelência para os Descobrimentos.

Pedro Ferreira, Geofun

 

“É importante que certos eventos sejam realizados também noutras ilhas e não apenas em Ponta Delgada.”

“Os Açores têm esquecido nos últimos anos a formação. A formação é fundamental.”

“Importa ensinar turismo nas escolas para mudar mentalidades em relação às profissões e ao trabalho em turismo.”

“Ter a hotelaria a funcionar durante o inverno.”

“É importante que os Açores estejam uma vez mais no mapa da promoção do Turismo de Portugal.”

Há uma comunidade de escandinavos que estão a adquirir segunda habitação no Faial, motivada pela temperatura amena nos Açores.

Carlos Morais, AEROHORTA-AGENCIA DE VIAGENS LDA

 

“Deve-se investir mais na formação.”

“Deveria haver um fórum anual de debate do turismo. Há muito a debater.”

“Importa assegurar a sustentabilidade ambiental, que passa por maior limpeza dos trilhos e melhor coordenação e uniformização da mesma.”

Sílvio Amaro Gonçalves, Casas Açorianas - Associação de Turismo em Espaço Rural (ilha das Flores)

 

“Não há verbas para a formação.”

Carlos Picanço, Escola de Formação Turística e Hoteleira

 

“Natureza pode ser “vendida” durante todo o ano – o estigma relacionado com o clima, leva a que tal não aconteça. Importa vender os Açores também no Inverno e assim contribuir para esbater a sazonalidade. Temos que desmitificar a questão do clima. Um exemplo é a Islândia que tem clima pior e o turismo natureza vende em época baixa.”

“Apostar em centros de interpretação para fazer face ao mau tempo e tornar a experiência Açores inesquecível.”

“Apostar na promoção integrada de todas as ilhas também no inverno.”

Rosa Costa, DMC, Animação Turística

 

“Não podemos ver o turismo como uma ilha.”

“Os açores têm que ser vendidos como um destino de eleição.”

Fernando Cabrita, Empresário Animação Turística

 

 

Fotos da sessão:

 

Let_Acores_13.jpg  Let_Acores_16.jpg

Let_Acores_7.jpg Let_Acores_3.jpg

20170104_111557.jpg    Let_Acores_1.jpg

20170104_113616.jpg  20170104_114148.jpg

20170104_115748.jpg  20170104_120214_0.jpg

20170104_120409.jpg 20170104_122515.jpg

20170104_123218.jpg 20170104_123340.jpg

 

 

 

programa 2027 acores _VF.png